Por que o cabelo cai mais no outono? Especialista desvenda

Normalmente, mudanças bruscas de temperatura causam danos à saúde do cabelo e do couro cabeludo.

O corpo humano em busca de formas de manter uma temperatura equilibrada irá causar aumento da sudorese e estimular a produção de óleo.

Que é um dos agentes naturais de proteção do tecido da pele e dos cabelos, esse aumento geralmente produz oleosidade excessiva e seborréia.

O que pode levar à queda de cabelo, além disso, os especialistas acreditam que o outono e o inverno são as estações de queda de cabelo mais terríveis do ano.

No verão, costuma-se perder cerca de 70 fios de cabelo todos os dias, por outro lado, nas estações frias, costuma-se perder 100 ou mais.

Isso porque o couro cabeludo possui um sensor fotométrico, pois é estimulada a melanina que ajuda a estimular a velocidade de crescimento dos fios.

No verão, há muitos benefícios devido ao sol abundante e às chuvas abundantes, portanto, este processo os coloca no estágio de nascimento e crescimento.

  Máscara de argila no cabelo - Conheça os benefícios

No outono, os dias são bem mais amenos, às vezes até nublados, e é claro que, na atual pandemia e restrições sociais, raramente acabamos nos expondo ao sol.

Portanto, todos os fios que cresceram sob o estímulo estão agora na fase descendente.

Como evitar queda de cabelo no outono

Para evitar esse problema, a limpeza do couro, o controle do óleo, o equilíbrio do pH.

Mantenha o couro cabeludo limpo

Porém, é importante ressaltar que o couro cabeludo usualmente sebáceo merece atenção devido ao aumento da produção de óleo pelas glândulas sebáceas.

  Lavar cabelo com detergente: 5 tipos de danos

Portanto, manter o couro sempre limpo e saudável é a melhor forma de se proteger dessas mudanças.

Use os produtos corretos

Essas medidas ajudam a manter o estado normal das fibras capilares,quem tem linhas muito finas e tendência a ser oleoso e com caspa não deve abusar do creme.

Principalmente não aplicar o creme no couro a cerca de 10 cm de distância, mesmo assim, tome cuidado com a overdose.

Pois elas podem causar obstrução dos poros e irritação, tornando a dermatite e a caspa mais prováveis.

Cuidado com a água quente!

No entanto, esteja ciente de que existem certos hábitos que podem danificar ainda mais seu cabelo, o que também é um bom hábito.
Entre eles, tenha cuidado ao limpar os cabelos, portanto, evite lavá-los com água muito quente.
As altas temperaturas podem irritar o couro cabeludo, o que pode levar ao ressecamento das fibras capilares e ao aumento da secreção de óleo.
O que pode causar dermatite seborréica e descamação, especialmente em pessoas com tendência ao cabelo.
Quando a água quente remove os óleos naturais que protegem o couro cabeludo, pode causar ressecamento do cabelo.
Porém, por outro lado, pode promover o efeito rebote, que é a capacidade do organismo de resistir aos ataques de produzir mais oleosidade na região.
Estimulando o aparecimento de dermatite seborreica e até mesmo caspa, ou seja, em ambos os casos, a água quente é prejudicial.
A dica é tomar um banho quente, não para esfregar o couro cabeludo com força, mas para suavizar o movimento sem “furar” as unhas.