Identificando os diferentes tipos de manchas na pele

Vamos falar na matéria de hoje sobre os diferentes tipos de manchas na pele, fique com agente e aproveite o conteúdo, que por sinal está imperdível.

É muito comum a associação do surgimento de manchas na pele, a fatores externos, como, a exposição aos raios solares, alergias a prtodutos de limpeza, cosméticos, ou mesmo do sabão que você utiliza para as suas limpezas diárias.

É sempre fácil associar o aparecimento de manchas na pele à exposição ao sol, alergia a algum cosmético, produto de limpeza ou amaciante e ao sabonete usado na lavagem de roupas.

Diversos tipos de manchas, podem auxiliar no momento de diagnosticar alguma doença, pois as mesmas tem origens específicas.

Abaixo você conhecerá alguns tipos de problemas de saúde que estão interligados com as manchas na pele.

Acne

Em algum momento, cerca de 98% dos jovens serão afetados por esta doença.

A inflamação na idade adulta também afeta principalmente as mulheres.

Seus sinais são o aumento da oleosidade da pele e o aparecimento de cravos e acne.

Se ficar inflamada, manchas e cicatrizes permanentes serão produzidas.

Existem atualmente vários tipos de tratamentos e em casos mais graves, o tratamento local por si só pode não resolver totalmente o problema em questão.

Saber em que nível está a doença, é fundamental para uma intervenção demartológica mais eficaz.

Dermatite

A dermatite geralmente vem seguido de manchas avermelhadas, além de descamação na pele.

É uma das inflamações mais comuns que existem, e a sua origem pode ser várias.

A sua origem, poderá ser desde a alergias, até mesmo alguma substância específica.

Para que o tratamento possa ser realizado, é de extrema importância, que a causa seje detectada, por isso, procure ajuda de um dermatologista, ou mesmo de um alergologista, eles irão lhe dar todo o apoio necessário para descobrir a causa do problema.

Melasma

Essa doença faz aparecer no rosto, manchas com cores em tons de marrons e castanhos.

A exposição a luz solar em excesso, pode ser um fator determinante para o surgimento do problema de saúde, além do uso de contraceptivos orais.

Você que está gestante, fique atenta para o surgimento desse problema.

Para tratar as manchas de melasma, recomendmos a utilização de filtros solares, além de utilizar clareadores tópicos.

Evite utilizar remédios e receitas caseiras para esse caso, pois a irritação pode ser agravada mais ainda.

Melanoma

A melanoma pode estar ligada ao câncer de pele.

Por isso é importante ficar atento a manchas em formato de pintas.

Essas pintas geralmente se manifesta na fase inicial da doença.

Elas tem um aspecto escuro ou mesmo de cores multiplas, e com bordas irregulares.

A mancha, pode crescer e ocorrer também dela sangrar.

Caso você tenha algum desses sintomas, não deixe de procurar por um dermatologista, o mais rápido possível, não deixe o problema ser agravado.

Pano Branco

Essas manchas na pele são superficiais, e essa doença é um tipo de micose que dá na pele.

Geralmente o problema aparece na região das costas, e ela tem cores diferenciadas, que variam do branco, para o castanho e o vermelho.

Tratamentos superficiais, costumam ser sufuficientes para resolver o problema.

Fique atento, pois essa doença aparece geralmente no verão, pois as temperaturas elevadas, aumentam o nível de oleosidade na superfície da pele.

Psoríase

A psoríase, é uma doença crônica, que tem em suas características, as manchas avermelhadas, em determinados casos, a descamação também está presente.

O problema de saúde geralmente é encontrada nas articulações do cotovelo e do joelho, além do couro cabeludo, porém é importante saber que nenhuma parte do corpo está livre de ter essa doença acometida.

São bastante utilizados nos tratamentos, as pomadas, cremes, medicamentos, fototerapia, e até mesmo medicamentos injetáveis.

Vitiligo

Ela é uma doença autoimune, e pode ser inclusive um fator genético.

O problema ocorre quando o próprio sistema de defesa resolve atacar as células, que são as responsáveis pela pigmentação da pele, fazendo com que as manchas brancas sejam produzidas.

O tratamento varia de pessoa para pessoa, pois depende muito da idade e do quadro clínico da pessoa.

Mas os cuidados, geralmente são o uso de pomadas, exposição solar, desde que seja controlada, fototerapia, além de medicamentos orais e lasers.