Alopecia feminina: o que é e tratamentos

Os cabelos vão além de simplesmente ‘cabelos’, são características de personalidade, empoderamento e gosto pessoal. São a nossa identidade e muitas vezes o motivo da nossa autoestima estar em dia, mas, existem algumas questões que podem preocupar e assustar as mulheres em relação a saúde capilar e uma delas é a Alopecia Feminina. Ela é uma das causas mais frequentes de calvície em mulheres, mas você sabe o que é e quais são as causas? Vamos contar neste artigo para você!

O que é Alopecia Feminina?

Mas a pergunta que não quer calar é: o que que é alopecia feminina? A Alopecia Androgenética (AAG), é a mais comum e também conhecida por Alopecia Feminina é o fator mais comum para as perda de cabelos nas mulheres, com prevalência crescente com a idade. Estima-se que 12% das mulheres até 30 anos apresente tal patologia, podendo chegar aos 40% conforme a idade vai avançando. Já a Alopecia Aerata, é uma doença inflamatória que vai provocando a queda do cabelo, em falhas circulares no couro cabeludo e possui diversas causas.

Tipos de Alopecia

  • Alopecia Areata: causada por fatores autoimunes ou emocionais, caracterizada por intensa queda de cabelo em determinadas áreas, resultando no aparecimento de placas redondas no couro do cabeludo com ausência de pelo.
  • Alopecia Androgenética: também chamada de calvície, é causada por fatores genéticos, associados à taxa de testosterona na corrente sanguínea, e por isso é mais frequente nos homens;
  • Traumática: causada pelo hábito de arrancar os fios de cabelos constantemente ou por traumatismos na cabeça;
  • Seborreica: causada por uma dermatite, que pode ser tratada com o uso de medicamentos;
  • Eflúvio: que se caracteriza por um período em que o cabelo cai naturalmente, porém, quando este mecanismo se encontra desregulado, pode haver um período maior de queda de cabelo, que geralmente responde bem aos tratamentos clínicos.
  Como usar monovin a no creme de hidratação: fique atenta

Quais são as causas da Alopecia Feminina?

As causas da alopecia feminina podem incluem fatores como o estresse físico ou mental, eventos traumáticos (perda de um ente querido, separação, etc), medicamentos, quimioterápicos e radioterapia, dieta pobre, excesso de vitamina A, deficiência de ferro, infecção crônica e entre outras causas genéticas ou não. Porém, não podemos esquecer, nem deixar de dar a devida importância aos fatores ambientais. Como: fumar, excesso de sol, medicamentos, nutrição e toxinas, que foram também podem contribuir para a AAG.

Sinais de Alopecia Feminina:

  • Queda de cabelo muito mais intensa que o normal;
  • Diminuição da espessura dos fios;
  • Clareamento da cor do cabelo;
  • Diminuição da quantidade de fios no centro da cabeça;
  • Aparecimento de regiões sem cabelo na cabeça.

Como diagnosticar?

O diagnóstico da alopecia feminina é feito pelo dermatologista através da avaliação da queda de cabelo com frequencia e da presença de outros fatores como menstruação irregular, seborreia e os de pelos no rosto. No entanto, em alguns casos o médico pode pedir exames complementares e um pouco mais completos para confirmar o diagnóstico, como a dermatoscopia, em que ele avalia todo o couro cabeludo através de uma lupa especial, o tricograma, que avalia o fio do cabelo no microscópio para melhor avaliação, e até mesmo a biópsia do couro cabeludo.

  10 perfumes sensuais femininos afrodisíaco que enlouquecem os homens

Tratamento da Alopecia Feminina

Como curei minha alopecia? O tratamento da alopecia feminina precisa de alguns cuidados com a dieta para o controle do peso, diminuição da seborreia e uso de medicamentos de acordo com orientação médica e de acordo com o caso.

Também existem algumas opções terapêuticas, especialmente em casos um tanto mais graves, são o uso de medicamentos orais, como a finasterida ou espironolactona, ou tópicos, como o minoxidil ou o alfaestradiol, por exemplo, porque eles favorecem o crescimento dos pelos e previnem a queda.

O BeautVip é uma ótima vitamina que ajuda o cabelo a crescer! Diminui a queda de cabelo em até 97%, fortalece os fios e ajuda em muitas outras coisas no nosso corpo.

Além disso, para casos mais leves ou para ajudar os casos de alopecia feminina mais graves, pode ser vantajoso o uso de produtos cosméticos como loção ou ampolas, ou o uso de suplementos alimentares, de acordo com a orientação do dermatologista, já que também podem favorecer o crescimento do cabelo.

Existem ainda tratamentos específicos como a intradermoterapia e carboxiterapia, executados por um profissional, que só devem ser realizados, se recomendados apenas pelo médico.

  30 Melhores perfumes femininos importados

O cabelo volta a crescer?

A resposta é SIM! Alopecia feminina é um problema que com o tempo o cabelo volta a crescer. O tratamento tem como objetivo interromper a queda do cabelo e estimular o crescimento. A resposta do tratamento varia de pessoa para pessoa porque os organismos reagem de maneiras diferentes, mas, sim, o cabelo volta a crescer.

Como ajudar esses fios a crescerem?

Alimentação saudável é essencial! Os alimentos são a base para ativar funções no organismo, como a que ajuda no crescimento e no desenvolvimento capilar. O motivo: uma dieta saudável é rica em vitaminas, compostos orgânicos que regulam o surgimento de novos fios e fortalecem a raiz, deixando a fibra mais resistente!

Gostaram das dicas? Deixe aqui soluções caseiras que vocês conhecem nos comentários!