5 sinais de saúde da pele de seu rosto

A saúde da pele da gente precisa de cuidados essenciais, por isso decidimos trazer a vocês diversas informações a cerca do assunto.

Índice de Conteúdo

Saúde da pele

A pele do seu rosto pode nos fornecer sinais valiosos sobre a saúde da pele.

Afinal, certas doenças sistêmicas podem apresentar sintomas através da pele.

Portanto, é importante observar se há alguma alteração na textura da pele e o fato de ela ser sempre oleosa.

É interessante começar a verificar se o mesmo apresenta ressecamento.

Veja abaixo alguns dos sinais de a saúde da pele pode apresentar, pois se estiver ocorrendo isso com você, é importante ficar atento.

Vamos começar a lista com o hipotireoidismo.

Hipotireoidismo

O hipotireoidismo, é um estado hormonal de secreção insuficiente da tireoide também que pode afetar a saúde da pele e causar ressecamento.

Qualquer pessoa com pele seca, além de estar física e mentalmente deprimida, deve procurar um médico para investigação.

Apesar de acometer qualquer pessoa, essa doença, é bem comum em mulheres.

  Manteiga de karite pura: como usar

Mas pessoas de qualquer gênero inclusive bebês recém nascidos, podem desenvolver esse problema.

Nos adultos, o hipotireoidismo, pode ser contraído através de uma inflamação cujo o nome é Tireoide de Hashimoto.

Ele é provocado pelo excesso ou pela falta de iodo na alimentação diária.

Já em bebês, o problema é detectado, no momento da triagem neonatal, através do “Teste do Pezinho.”

Depois do hipotireoidismo, vamos ver então sobre o desequilíbrio hormonal.

Desequilíbrio hormonal

A pele oleosa em excesso e o aparecimento de espinhas pode ser um desequilíbrio hormonal.

Logo esse sintomas deve ser investigados por um médico.

Prestar atenção ao comportamento da sua pele ao longo do ano pode ajudar a detectar esses sinais de alerta.

Portanto, antes de resolver o problema, é importante adaptar a rotina de cuidados com a saúde da pele à situação atual.

Por exemplo, a pessoa que tem pele seca e começa a ficar oleosa, precisa usar produtos para começar a controlar esse problema.

Para isso, utilize sobretudo, sabonetes que tiram a oleosidade da pele.

Além é claro de proporcionar uma hidratação maior a sua pele.

  Colorimetria pessoal: saiba como montar seu look com a cor certa

E assim, quem tem pele seca, começa então a sentir que o desequilíbrio hormonal está sendo combatido.

O estresse crônico, é mais um desses problemas que veremos a seguir.

Estresse crônico

Um estado de estresse crônico que dura muito tempo, também mostra sinais na pele.

Qualquer pessoa com mudanças de comportamento padrão, pode sofrer uma crise devido ao estresse crônico contínuo.

Portanto, se você notar alguma alteração da saúde de sua pele, se atente.

Verifique se ocorreu algo de muito estressante, nos dias ou meses anteriores ao episódio.

As doenças autoimunes, é mais um dos muitos problemas que pode ocorrer com a saúde da pele.

Doenças autoimunes

Por exemplo, a psoríase é apenas um exemplo de doenças autoimunes que afeta a pele, quando ocorre uma lesão.

É importante consultar um médico para saber se existe um problema de saúde por trás disso.

É necessário também, realizar um tratamento adequado.

Se atente também a possíveis alergias que ocorram na superfície da pele.

É importante procurar um médico para saber a causa da alergia.

  Machucado na cabeça: Conheça as razões desse problema

E é preciso verificar sempre se isso acontecer novamente após o tratamento.

Mas não é somente a psoríase que é uma doença crônica.

As outras que são bem comuns, é a urticária crônica espontânea e o lúpus por exemplo.

Essas doenças autoimunes no entanto, são as responsáveis por atacar a derme.

Essas enfermidades, causam uma tremenda desordem no sistema imune da pessoa.

Se atente também para as temidas erupções cutâneas, assunto esse que veremos a seguir.

Erupções cutâneas

As erupções cutâneas, geralmente são causas de reações alérgicas provocadas por alguma medicação.

Alguns dos sintomas mais comuns, é uma vermelhidão intensa, bolhas, caroços, coceira, além de dores na região afetada.

Para que o tratamento seja iniciado, é necessário consultar um dermatologista.

Porém de início, é recomendado interromper o uso do medicamento que provocou isso em sua pele.

Para casos considerados, cremes próprios, como os corticosteroides, podem aliviar um pouco a coceira.

E em casos graves, será necessário hospitalização, e medicação intravenosa.